Medidas para reduzir a exposição a fumos de solda

15.04.20

Quando falamos a respeito de solda, sabemos que existem diversos fatores que influenciam e podem reduzir a exposição a fumos […]

Quando falamos a respeito de solda, sabemos que existem diversos fatores que influenciam e podem reduzir a exposição a fumos de solda. Selecionamos alguns cuidados que podem fazer toda a diferença:

Primeiramente todo o funcionário deve ser informado sobre os riscos ao qual esta exposto, tendo necessidade de ser treinado adequadamente para a função de soldador, garantindo um trabalho seguro, através deste, adotar medidas de prevenção individual e coletiva.

A superfície de soldagem deve ser livre de qualquer revestimento, que possa criar intoxicação, como resíduos de solvente e tintas. Por este motivo, o trabalhador deve posicionar-se de forma a evitar gases e fumos de solda. Um exemplo, é trabalhar ao ar livre com o vento nas costas ao soldar.

Caso seja necessário o uso de exaustor, é importante, manter os captores o mais próximo possível, da fonte que esta gerando o fumo de solda.

Equipamentos de Proteção Coletiva (EPC) tem como função, manter o ambiente livre de agentes nocivos.

Lembrando que é necessário utilizar proteção respiratória, caso haja qualquer risco de ventilação reduzida. Nunca solde em espaços que não possuam ventilação adequada.

Todo cuidado é pouco, e preservar a saúde é essencial para a qualidade de vida do trabalhador.

Aqui na Ricefer damos atenção aos detalhes e ouvimos as necessidades dos funcionários. Todos são ouvidos; para garantir isso, temos uma urna onde podem ser depositadas sugestões e melhorias que são analisadas por uma comissão (CIPA) e viabilizadas conforme a demanda.

Vem fazer parte, vem ser Ricefer.

Mantenha-se informado